03 julho 2016

Avaliação dos Efeitos de Redução da Deriva de Adjuvantes de Calda: Siliconados, Parafinados e Glicerinados.


Avaliação dos Efeitos de Redução da Deriva de Adjuvantes de Calda.

Avaliações visuais entre formulações à base de composites de Siliconados, Parafinados, Glicerinados e Óleos Degomados.


Engº Agrº Manoel Ibrain Lobo Junior .'.
Consultor em Tecnologia de Aplicação
Auditor GlobalGAP IFA
lobo@pulverizador.com.br
Skype: manoel.lobo

http://www.linkedin.com/in/pulverizador



Avaliação do Controle da Deriva nas Aplicações de Adjuvantes

ADJUVANTES são quaisquer substâncias adicionadas à calda de agroquímicos no tanque do pulverizador com o objetivo de melhorar a atividade biológica e o desempenho dos herbicidas, fungicidas e inseticidas e as características da aplicação de maneira geral.


Os adjuvantes "Redutores de Deriva" são em sua maior parte produtos formulados à base de compostos siliconados, glicerinados, parafinados, dentre outros, que proporcionam à calda uma maior viscosidade, cujo objetivo principal é proteger, aumentar e homogeneizar os tamanhos das gotas produzidas, diminuindo a evaporação (anti-evaporantes/umectantes), aumentando o tempo de vida das gotas e a velocidade de sedimentação, reduzindo assim o PRD (Potencial de Risco de Deriva), promovendo uma maior deposição de gotas finas sobre os alvos.




O objetivo dessas avaliações dos efeitos de redução da deriva com formulações específicas de produtos fabricados há mais de 12 meses (há mais de um ano) é verificar, depois de um bom tempo armazenadas em prateleira, a capacidade de continuarem apresentando os efeitos visuais desejáveis pelo mercado agrícola: redução da deriva, efeito espessante de calda, homogeneizador dos tamanhos das gotas, além dos efeitos secundários de solubilidade em água, espalhamento e aderência das gotas, controle da espuma, dentre outros.

Os testes abaixo foram realizados em um simulador simples de pulverização em ambiente controlado. A ponta de pulverização utilizada foi uma KGF COAP 800067 (Cone Vazio) na pressão de 50 PSI (3,45 Bar - 345 KPa), produzindo gotas com tamanhos entre 80 a 120 micra.


1º Teste: Avaliação do Fertilizante Foliar Fulltec

Avaliação do efeito de redução da deriva do eficiente fertilizante foliar Fulltec, desenvolvido pela conceituada empresa Spraytec - Grupo Agrolatina.




A formulação avaliada do fertilizante foliar Fulltec foi produzida em Dezembro de 2014 e estava há mais de 18 meses armazenada em prateleira. Após intensa agitação, o produto foi adicionado à água da pulverização na bancada de testes, na dose de 50 ml para 100 litros de água. Após 7 a 10 segundos do início da filmagem o produto foi adicionado no sistema de pulverização. É possível visualizar o início do condicionamento completo da calda, possibilitando o excelente controle da deriva, após o tempo decorrido de 53 segundos.


2º Teste: Avaliação do Fertilizante Foliar Cubo

Avaliação do efeito de redução da deriva do eficiente fertilizante foliar Cubo, desenvolvido pela conceituada empresa Spraytec - Grupo Agrolatina.




A formulação avaliada do fertilizante foliar CUBO foi produzida em Setembro de 2014 e estava há mais de 20 meses armazenada em prateleira. Após intensa agitação, o produto foi adicionado à água da pulverização na bancada de testes, na dose de 200 ml para 100 litros de água. Após 7 a 10 segundos do início da filmagem o produto foi adicionado no sistema de pulverização. É possível visualizar o início do condicionamento completo da calda, possibilitando o excelente controle da deriva, após o tempo decorrido de 49 segundos.


3º Teste: Avaliação do Fertilizante Foliar Basfoliar F-PLUS

Avaliação do efeito de redução da deriva do eficiente fertilizante foliar Basfoliar F-PLUS, desenvolvido pela conceituada empresa Compo Expert.




A formulação avaliada do produto F-PLUS foi produzida em Março de 2015 e estava há mais de 16 meses armazenada em prateleira. Após intensa agitação, o produto foi adicionado à água da pulverização na bancada de testes, na dose de 50 ml para 100 litros de água. Após 7 a 10 segundos do início da filmagem o produto foi adicionado no sistema de pulverização. É possível visualizar o início do condicionamento completo da calda, possibilitando o excelente controle da deriva, após o tempo decorrido de 47 segundos.


4º Teste: Avaliação do Fertilizante Foliar Master Forth TB

Avaliação do efeito de redução da deriva do eficiente fertilizante foliar Master Forth TB, desenvolvido pela conceituada empresa Master Agro.




A formulação avaliada do fertilizante foliar Master Forth TB foi produzida no segundo semestre de 2013 e estava há mais de 03 (três) anos armazenada em prateleira. Após intensa agitação, o produto foi adicionado à água da pulverização na bancada de testes, na dose de 50 ml para 100 litros de água. Após 7 a 10 segundos do início da filmagem o produto foi adicionado no sistema de pulverização. É possível visualizar o início do condicionamento completo da calda, possibilitando o excelente controle da deriva, após o tempo decorrido de 57 segundos.


5º Teste: Avaliação do Fertilizante Foliar SAG BV

Avaliação do efeito de redução da deriva do eficiente produto SAG BV, desenvolvido pela conceituada empresa Tec Control Agro.




A formulação avaliada do fertilizante foliar SAG BV foi produzida no segundo semestre de 2014 e estava há mais de 20 meses armazenada em prateleira. Após intensa agitação, o produto foi adicionado à água da pulverização na bancada de testes, na dose de 50 ml para 100 litros de água. Após 7 a 10 segundos do início da filmagem o produto foi adicionado no sistema de pulverização. É possível visualizar o início do condicionamento completo da calda, possibilitando o excelente controle da deriva, após o tempo decorrido de 49 segundos.


6º Teste: Avaliação do Óleo Degomado Emulsificado

Avaliação do efeito de redução da deriva do Óleo Degomado Emulsificado na dose de 0,5 litro/10 litros de água.




A formulação avaliada do Óleo Degomado Emulsionado foi produzida no segundo semestre de 2015 e estava há mais de 14 meses armazenada em prateleira. Após intensa agitação, o Óleo Degomado Emulsificado foi adicionado à água da pulverização na bancada de testes, na dose de 500 ml para 10 litros de água, dose comumente utilizada em aplicações aéreas. Após 7 a 10 segundos do início da filmagem o produto foi adicionado no sistema de pulverização. É possível visualizar o início do condicionamento completo da calda após o tempo decorrido de 55 segundos. O efeito visual desejável é percebido e pode ser considerado e apresentado em demonstrações práticas em campo.


7º Teste: Avaliação do Óleo Degomado + Emulsificante (Nonilfenol)

Avaliação do efeito de redução da deriva do Óleo Degomado na dose de 0,5 litro/10 litros de água, emulsificado por Nonilfenol (50 ml/10 litros de água).




A formulação avaliada do Óleo Degomado, emulsionado pelo Nonilfenol na dose de 50 ml/100 litros de água, foi produzida no segundo semestre de 2015 e estava há mais de 14 meses armazenada em prateleira. Após intensa agitação, o Óleo Degomado (emulsificado pelo Nonilfenol) foi adicionado à água da pulverização na bancada de testes, na dose de 500 ml para 10 litros de água, dose comumente utilizada em aplicações aéreas. Após 7 a 10 segundos do início da filmagem o produto foi adicionado no sistema de pulverização. É possível visualizar o início do condicionamento completo da calda após o tempo decorrido de 59 segundos. O efeito visual desejável da redução da deriva é percebido, porém pouco significativo e não pode ser considerado nem apresentado em demonstrações.


Considerações finais:

Esse tipo de avaliação prática em bancada, por mais simples que possa parecer, sinaliza claramente quais são os produtos com os melhores atributos que estarão realmente atendendo as necessidades dos produtores agrícolas no Brasil.

Fica também evidente que os melhores resultados nos efeitos são decorrentes da utilização de matérias-primas de extrema qualidade nas formulações.  

Em algum momento os produtores terão acesso à essas informações sobre como avaliar o efeito da redução da deriva dos adjuvantes, seja pelas demonstrações práticas em campo realizadas pelas fabricantes ou distribuidoras ou até mesmo pelos testes práticos realizados pelos próprios produtores interessados.

Além da confiança na empresa fabricante e em seus parceiros distribuidores, os melhores resultados desses testes práticos estarão também definindo a escolha do produtor pelo melhor produto redutor de deriva e determinando as empresas fabricantes que deverão prevalecer e permanecer nesse mercado agrícola.



Pulverizador.com.br - Copyright © 2016

Todos os direitos autorais sobre as marcas, obras ou criações de qualquer natureza disponibilizadas neste site, pertencem ao Engenheiro Agrônomo Manoel Ibrain Lobo Jr, idealizador dos sites www.pulverizador.com.br, www.scribd.com/pulverizador e www.pulverizador.blogspot.com ou a terceiros que autorizaram o uso de sua propriedade intelectual. Sendo assim, é terminantemente vedada a distribuição, representação, publicação, uso comercial e/ou utilização de tais materiais, no todo ou em parte, sem a prévia e expressa autorização do Engenheiro Agrônomo Manoel Ibrain Lobo Junior. A violação destes direitos é crime, e seu infrator está sujeito às penalidades legais previstas nas Leis 9.610/98 e 9.279/96 e no art. 184 do Código Penal Brasileiro, bem como ao pagamento de indenização pelos prejuízos causados.